TELEFONES DE CONTATO

91 3266-3110 / 3226-5040

ENDEREÇO

Av. Gentil Bittencourt 1144.

Com direção de Carlos Correa Santos, será novamente encenado o espetáculo “Pelos Olhos Dela”, nos dias 17, 18 e 19 de junho, às 19h30, com entrada franca, no auditório da Faculdade Integrada Brasil Amazônia (FIBRA). O espetáculo está vinculado ao Projeto de Extensão “Cena Especial – Teatro Inclusivo”, desenvolvido na instituição.

RELEASE

Por Parla Página – Produção de Conteúdos

Um espetáculo teatral sem cenário, sem iluminação cênica, sem figurino específico, sem maquiagem. Sem nenhum visagismo. Mas com atores que ultrapassam a definição de especiais. Atores-inclusivos. Essas são as premissas do experimento cênico-sensorial do Cena Especial – Teatro Inclusivo, projeto de extensão da Fibra. Escrita e dirigida por Carlos Correia Santos – que é também o criador e coordenador do Cena Especial, a peça “Pelos Olhos Dela” volta ao cartaz neste fim de semana, de 17 a 19.06, sempre às 20h, no auditório da Fibra, com novas cenas e novo elenco: a turma 2016 do projeto. A entrada é franca. O espetáculo é um convite ao público a mergulhar no universo da cegueira.

A montagem teve sua primeira temporada em Belém em junho de 2015, no auditório da Fibra, e comoveu o público, gerando muitos elogios e grande repercussão nas mídias sociais.  A grande razão para o impacto da montagem junto aos espectadores está no fato de que o desafio dramatúrgico da peça não fica apenas nas mãos do elenco. É compartilhado, de forma inclusiva, com o público. Quem decide assistir a experimentação precisa concordar em ficar os quarenta minutos da encenação completamente vendado. O espectador tem os olhos cobertos na ante sala do espaço de apresentação e, a partir deste momento, é literalmente conduzido para o universo do espetáculo.

“Esse é, acima de tudo, um experimento artístico que tem a inclusão como pressuposto. Queremos falar sobre a cegueira, mas num sentindo muito mais profundo que somente o da deficiência física”, instiga Carlos Correia. O elenco do trabalho é variado. A montagem tem no palco pessoas com síndrome de down, D.I. e deficiência física. Porém, somente suas vozes são ouvidas ou suas ações são sentidas, impossibilitando o reconhecimento imagético de supostas deficiências. O Cena Especial – Teatro Inclusivo é um projeto gratuito de extensão da Fibra e recebe pessoas com e sem deficiência, com e sem experiência no teatro.

O PROJETO

O Cena Especial iniciou suas atividades na Fibra em março de 2015, já gerando grande repercussão e despertando a atenção dentro e fora de Belém. O projeto virou pauta em programas de rádios de Brasília dedicados ao tema e ganhou matéria de duas páginas na Revista Reação, mais importante publicação nacional voltada à inclusão. O empreendimento se diferencia por apostar na formação de atores-inclusivos. De acordo com Correia, pode ser um ator-inclusivo qualquer pessoa – com ou sem deficiência, com ou sem experiência no teatro – interessado em aprender as particularidades de ser um artista envolvido com a arte educação especial. “O ator-inclusivo é, primeiramente, um artista ciente de seu papel como instrumento da inclusão por meio das artes, em particular as cênicas. É um artista preparado para lidar não apenas com as situações gerais do fazer teatral, do mergulho nas exigências do palco, mas uma pessoa capacitada para se comunicar artisticamente explorando as possibilidades múltiplas dos sentidos. E da ausência destes. É um artista que precisa ser hábil a encenar montagens nas quais sejam exploradas a sua própria aptidão sensorial, as aptidões sensoriais de seus colegas de cena e as aptidões sensoriais do público na plateia”, detalha Carlos.

O projeto busca como resultados sempre espetáculos criados para debater aspectos ligados à inclusão. Serão sempre peças em que estarão juntos, em cena, os participantes com e sem deficiência. E a plateia também será sempre convidada a experimentar sensações variadas vividas pelas pessoas com deficiência.  Podem ser espetáculos encenados na escuridão, como é o caso de “Pelos Olhos Dela”, ou espetáculos encenados sem qualquer som ou fala. Espetáculos que convidem o público a sentir limitações físicas. Espetáculos que mostrem a necessidade que precisamos ter de sempre nos colocar no lugar do outro para, assim, entende-lo e aceitá-lo.

Serviço: Pelos Olhos Dela. Temporada 2016 com novo elenco e novas cenas. Um espetáculo sensorial do projeto Cena Especial – Teatro Inclusivo. ATENÇÃO: os espectadores precisam concordar em ficar vendados ao longo de toda a encenação. Lugares limitados.

© 2019 Faculdade Integrada Brasil Amazônia.